+ARE YOU A
COFFEE
LOVER!?
MELTINO LATTE ART SHOW Refletindo o seu espírito inovador e diferenciador ...


+ATTITUDE
MAGAZINE,
JULHO 2011
 
Conceber um projeto carismático e funcional, que permaneça na memória visual do público ...


+VISÃO, MARÇO 2011  
Um café situado num centro comercial de Braga, anda a aparecer em sítios de arquitetura internacionais.

ORIGENS DO CAFÉ

AS ORIGENS DO CAFÉ

A planta de café é originária da Etiópia, no centro do continente Africano, onde ainda hoje faz parte da vegetação natural. Uma das lendas mais correntes sobre a descoberta do café é a do pastor Kaldi, que ao observar as suas ovelhas reparou que elas ficavam mais enérgicas sempre quemastigavam os frutos de coloração amarelo-avermelhada dos arbustos existentes em alguns campos. Kaldi descreveu o comportamento dos animais a um monge daregião e ele decidiu experimentar também o poder dos frutos. O monge começou a utilizar os frutos, na forma de infusão, percebendo que a bebida o ajudava a resistir ao sono enquanto orava. Esta descoberta espalhou-se rapidamente entre os monges aumentando a procura pela bebida. Os manuscritos mais antigos comreferências à cultura do café datam de 575 no Yêmen, onde, consumido como fruto in natura, passa a ser cultivado. Somente no século XVI, na Pérsia, os primeiros grãos de café foram torrados para se transformar na bebida que hoje conhecemos. O café tornou-se de grande importância para os Árabes, que tinham completo controle sobre o cultivo e preparação da bebida. Por esse motivo, o nome café não é originário da “kaffa”, local de origem da planta, na Etiópia, mas sim da palavra árabe “qahwa”, que significa vinho. E, assim, foram os Árabes os responsáveis pela propagação da cultura do café, mais conhecido como "vinho da Arábia".

A QUALIDADE DO CAFÉ

O primeiro fator a ter em atenção para avaliar a qualidade do café é a sua espécie, atendendo às diferenças entre as espécies arábica e robusta. Originário do Oriente (Etiópia), o café Arábica é cultivado em regiões acima de 800 metros de altitude. De aroma intenso, possui sabores, corpo e acidez variados. Segundo alguns especialistas, os cafés de qualidade são resultado das melhores combinações de grãos Arábica. O Brasil é o maior produtor mundial de Arábica, seguindo-se a Colômbia e a Índia. O café Robusta ou Conillon é originário da África e tem um trato mais rude. Pode ser cultivado ao nível do mar (altitudes inferiores a 400 metros) e sua acidez é menos acentuada. O nível de cafeína é, geralmente, o dobro dos cafés Arábica, pelo que é bastante utilizado em indústrias de café solúvel e nos cafés mais tradicionais. De salientar ainda que a produção mundial de grãos do tipo Arábica é de 70%, a de Robusta ou Conilon é de 20%.
 
meltino café © 2015    dezvezesdez